imagem do corona vírus
Se apresentar sintomas leves de gripe como: tosse, coriza, dor de cabeça, ligue: 0800 647 5225

APERFEIÇOAMENTOPrefeitura capacita profissionais de saúde para atuarem no diagnóstico de Profilaxia Pré-Exposição (PrEP) e Pós-Exposição (PEP)

30/Nov/2022 - 13:29

O treinamento vai acontecer na sexta-feira (2), das 8h às 12h, no auditório do Cremero

Necessidade de ampliação do serviço decorre do aumento nos registros de casosEm alusão ao Dia Mundial de Combate à Aids, comemorado no dia 1 de dezembro, a Prefeitura de Porto Velho, por meio do Departamento de Vigilância em Saúde (DVS), da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), realizará na sexta-feira (2) a capacitação de médicos, enfermeiros e farmacêuticos da atenção básica, média e alta complexidade para atuarem no atendimento de exames de Profilaxia Pré-Exposição (PrEP) e Profilaxia Pós-Exposição (PEP) ao HIV, aids, sífilis, hepatite B e autoteste.

O treinamento vai acontecer no auditório do Conselho Regional de Medicina de Rondônia (Cremero), situado na avenida dos Imigrantes, nº 3414, no bairro Liberdade, das 8h às 12h. As inscrições podem ser feitas através do formulário de inscrição.

De acordo com a gerente do Núcleo de IST/Aids, Francinilda Souza, o foco da capacitação é formar profissionais de saúde com a finalidade de estender os serviços de exames para outras unidades da Rede de Atenção Básica. Atualmente, os exames laboratoriais para detecção de HIV e aids são realizados pelo Serviço de Assistência Especializada (SAE).

“A ideia, inicialmente, é implantar este serviço em dois polos estratégicos, sendo um na zona Sul e outro na zona Leste”, conta Francinilda Souza.

Ainda de acordo com a gerência do Núcleo de IST/Aids da Semusa, a necessidade de ampliação do serviço é decorrente do aumento nos registros de casos. De janeiro de 2021 a novembro de 2022, quase 150 casos foram registrados pelo sistema de controle da Semusa só no público com idade entre 15 e 29 anos.

“De 2021 para 2022 nós tivemos um aumento relevante de casos devido as pessoas não usarem preservativo. Então com a prevenção combinada, a gente vai aumentar e potencializar a diminuição de infecção pelo vírus”, completa.

Visando conter o avanço indiscriminado de casos de HIV e aids, o Ministério da Saúde ampliou a aplicação de medicamentos para pessoas com idades entre 15 a 29 anos, conforme estabelece o Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas (PCDT). A nova recomendação inclui a dose de ataque de dois comprimidos do medicamento no primeiro dia de uso, seguido por um comprimido diário. Além disso, os exames de rotina foram simplificados e a frequência da avaliação da função renal foi reduzida para até 12 meses.

Os indivíduos mais suscetíveis a contrair o HIV são os que frequentemente praticam relações sexuais sem proteção, os que fazem sexo com diferentes parceiros, os que possuem histórico de Infecção Sexualmente Transmissível (IST), além daqueles que praticam relações sexuais por dinheiro, drogas, objetos de valor, moradia ou até mesmo sob efeito de substâncias psicoativas.

Texto: Carlos Sabino
Fotos: Wesley Pontes

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)


logotipo da prefeitura de porto velho logotipo da prefeitura de porto velho