www.googletagmanager.com SEMUSA - Secretaria Municipal de Saúde Ir para conteúdo

CAPACITAÇÃO
Samu promove Curso de Transporte Aeromédico para profissionais de saúde

15/Set/2023 - 14:21

A capacitação é direcionada a médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, e profissionais que integram a equipe do Samu

Participaram médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, e profissionais do Samu

A Secretaria Municipal de Saúde, através do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), realizou nesta sexta-feira (15) a abertura do V Curso de Transporte Aeromédico, promovido com intuito de capacitar e profissionalizar profissionais no atendimento e transporte aeromédico de pacientes. A capacitação é direcionada a médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, e profissionais que integram a equipe do Samu.

A solenidade de abertura foi realizada na Faculdade São Lucas, campus 2, e reuniu mais de 50 participantes, entre profissionais da saúde, representantes do Corpo de Bombeiros Militar, da Sociedade Brasileira de Medicina Aerospacial (SBMA), da Polícia Civil e Polícia Militar, e do Núcleo de Operações Aéreas (NOA).

De acordo com Raymison Corrêa, diretor do Samu em Porto Velho, diversas instituições estão envolvidas na formação dos profissionais.

Penati destacou que capacitações refletem no atendimento prestado à população

“Esse curso já é ofertado pelo Conselho de Medicina, e desta vez a Secretaria Municipal de Saúde, através do Samu, tem a honra de realizar o treinamento em parceria com a Sociedade Brasileira de Medicina Aerospacial. Diversos órgãos estão envolvidos e nós unimos forças para treinar, capacitar e alinhar toda a dinâmica do serviço, porque com isso a gente consegue ter mais profissionais qualificados e ter uma perspectiva de que futuramente esse serviço possa ser ofertado para a população”.

Médica conta que é uma oportunidade para prática dos conhecimentos adquiridos durante formação

A secretária-adjunta de saúde, Marilene Penati, participou da abertura e destacou que as capacitações promovidas pela Semusa refletem no atendimento médico prestado à população de Porto Velho, especialmente nas áreas de difícil acesso, que serão beneficiadas com a formação dos profissionais de saúde.

“Esses treinamentos e cursos de preparação para os profissionais da área da saúde, para que possam e aprendam a atuar em transporte aéreo, são muito importantes, porque como temos uma região com difícil acesso em vários distritos e comunidades ribeirinhas, isso vai fortalecer a oportunidade desses pacientes serem resgatados. O resgate aéreo, é uma atividade que requer, além de conhecimento técnico, a capacidade de atuar em voo durante o transporte, para tomar medidas que muitas vezes são fundamentais para a sobrevivência dos pacientes”.

CONTEÚDO

Treinamento reuniu mais de 30 participantes

A programação do curso segue até o dia 24 de setembro, com aulas teóricas e experiências práticas, e vai abordar conteúdos como atendimento pré-hospitalar, técnicas para transporte aéreo, medidas de segurança de voo e técnicas de resgate aquático. O conteúdo também aborda situações de perigo enfrentadas nas áreas amazônicas, como acidentes na mata e pessoas perdidas em regiões de floresta.

Para as aulas, além de profissionais do estado de Rondônia, também foram convidados instrutores de todo o Brasil, entre eles o médico Rodrigo Bicudo, major da Polícia Militar de Sergipe e coordenador do Grupamento Tático Aéreo (GTA), que destacou que os conteúdos abordados vão trazer enriquecimento para os participantes.

“Todo curso de especialização é importante para a pessoa, e a gente está falando de uma área que é específica e ainda muito restrita no nosso país, que é a parte de transporte aeromédico. Ter a oportunidade de participar, de fazer um curso desses, é quase que sair na vanguarda, e essa é uma especialização que é diferente do transporte terrestre e requer muita atenção, por isso a importância de você trazer conhecimento e estar dentro de um grupo selecionado e extremamente especializado”.

O médico Rodrigo Bicudo, major da Polícia Militar de Sergipe, é um dos instrutores convidados

O tenente-coronel Leandro Machado, gerente de integração da Sesdec e piloto da Gerência de Aviação do Estado de Rondônia, acrescentou que os profissionais devem estar habilitados e treinados para estar em uma aeronave.

“Quem está dentro do helicóptero precisa ter uma noção do todo, de como o helicóptero funciona, as regras de voo, entender a meteorologia, se ele tem condições ou não de voar, tudo isso favorece. No estado de Rondônia temos áreas de difícil acesso, o emprego da aeronave nessas ocorrências é fundamental para o tempo resposta, e a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) exige uma mínima qualificação dos operadores de saúde que vão estar embarcados para fazer esse serviço, e esse curso vem para suprir essa demanda”.

Para a médica do Samu, Mariana Bezerra, a expectativa do treinamento é alta, principalmente para colocar em prática os conhecimentos adquiridos durante a formação.

“O conhecimento e a parte técnica geram uma expectativa boa, mas para mim a expectativa maior é saber que nós já estamos nos preparando para atuar nesse serviço. Fazendo o curso agora, quando houver a necessidade desse suporte, nós já vamos estar capacitados para trazer esse atendimento de excelência para a população. Com o advento do aeromédico, tendo pessoas da equipe do Samu capacitadas para fazer esse resgate, a logística de tamanho do território fica menor e Porto Velho vai ganhar absurdamente em atendimento pré-hospitalar”, comemorou a médica.

Texto: Taís Botelho
Foto: Semusa

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Compartilhe nas redes:
Twitter Whatsapp

Utilizamos cookies em acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
2024 © Prefeitura de Porto Velho - RO - SMTI