imagem do corona vírus
Se apresentar sintomas leves de gripe como: tosse, coriza, dor de cabeça, ligue: 0800 647 5225

Campanha contra Hanseníase, Verminoses e Tracoma beneficiará 45 mil alunos

05/Abr/2018 - 10:42

Pais devem assinar termo de consentimento para crianças tomarem medicação contra verminoses na escola

A Campanha contra a Hanseníase, Verminose e Tracoma promovida pela Prefeitura de Porto Velho vai atender uma média de 45 mil alunos dos 5 aos 14 anos de 127 escolas da rede pública municipal e estadual da área urbana e rural. A ação encerra em junho.

A campanha foi lançada nesta quarta-feira,04, na escola de ensino fundamental Senador Darcy Ribeiro. Cerca de cem alunos assistiram a uma peça encenada pelos estudantes de enfermagem da Faculdade São Lucas abordando a importância da higiene para evitar a contaminação por vermes e bactérias. A atividade é desenvolvida de forma lúdica, numa linguagem simples e divertida.

A ação é executada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), por meio do Programa Saúde na Escola e Coordenadoria de Combate a Hanseníase, em parceria com com as Secretarias de Educação do Município (Semed) e do Estado (Seduc), e da Agência de Vigilância Sanitária (Agevisa).

“É importante frisar a necessidade da participação dos pais e professores nesse processo para identificar sinais da doença nas crianças”, explicou Sheila Sarmento, coordenadora do Programa Saúde na Escola. Ela alerta que os pais, ao identificarem algum sintoma da hanseníase, devem assinar o documento enviado pelo colégio para que o agente de saúde faça a triagem na criança.

O termo de consentimento também deve ser assinado pelos pais ou responsáveis para que o aluno receba a medicação contra verminoses na escola.

Parasitoses – Tracoma e Hanseníase

As parasitoses intestinais têm como principais sintomas: cólicas abdominais, vômito, anemia, perda de peso, fraqueza e cansaço.

Já o Tracoma é uma doença infecciosa ocular que acomete a conjutiva e a córnea , podendo levar a cegueira.

A Hanseníase é uma doença representada por machas avermelhadas ou esbranquiçadas, em qualquer parte do corpo com sensibilidade alterada.Em 2017 em Porto Velho 56 novos casos de Hanseníase foram diagnosticados, dois ocorreram em menores de 15 anos de idade. Em 2016 foram em números totais notificados 64 novos casos com 05 em menores de quinze anos.

Entre janeiro e março deste ano já foram registrados nove novos casos de hanseníase na capital.

Fonte: Semusa


logotipo da prefeitura de porto velho logotipo da prefeitura de porto velho