Semusa intensifica combate à dengue, zika e chikungunya

02/Dez/2019 - 22:28

O cronograma de atividades educativas da gestão Hildon Chaves para fortalecer a saúde preventiva no município de Porto Velho está priorizando neste período, o combate ao mosquito Aedes aegypti que transmite a dengue, a zika e chikungunya.

A Secretaria Municipal de Saúde, por meio do Departamento de Vigilância em Saúde, está realizando diversas ações que visam alertar à população para que neste período de chuva e calor sejam eliminados todos e quaisquer recipientes que possam acumular água.

Segundo a secretária municipal de saúde, Eliana Pasini, os agentes de combate à endemias estão orientando para que a comunidade ajude a evitar a proliferação do vetor com a entrega de material explicativo e sacolinhas de lixo para veículos.

Entre as orientações transmitidas ao público, está o cuidado para que as embalagens de presentes, de alimentos, latas e garrafas neste tempo chuvoso não se tornem possíveis criadouros do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya.

Todos contra o mosquito

A Sala Nacional de Coordenação e Controle (SNCC) do Ministério da Saúde orientou estados e municípios a realizarem atividades para instruir as comunidades sobre a importância da prevenção e combate ao Aedes aegypti.

Porto Velho, além de seguir a orientação, tomou outras medidas, como por exemplo, garantir melhores condições de trabalho para os servidores que atuam nessa área.

O prefeito Hildon Chaves entregou recentemente uniformes para agentes de combate a endemias do Departamento de Vigilância em Saúde da Semusa.

A mobilização nacional visa mostrar que a união de todos, governo e população, é a melhor forma de derrotar o vetor, principalmente nos meses de novembro a maio, considerados o período epidêmico para as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti. Neste período, o calor e as chuvas são condições ideais para sua proliferação.

logotipo da prefeitura de porto velho