www.googletagmanager.com SEMUSA - Secretaria Municipal de Saúde Ir para conteúdo

CONSCIENTIZAÇÃO
Semusa realiza abertura da campanha em alusão ao Dia Mundial de Combate à Tuberculose

21/Mar/2024 - 09:12

Profissionais de saúde participaram da ação e foram capacitados sobre o manejo clínico da doença

Capacitação tem como público-alvo os servidores que atuam diretamente com os pacientes de tuberculoseNo próximo domingo (24) é celebrado o Dia Mundial de Combate à Tuberculose. Em Porto Velho, a campanha em alusão à data foi aberta pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa). A ação contou com a participação de profissionais da estratégia de saúde da família que foram capacitados sobre o manejo clínico da doença.

Durante a abertura da campanha, os servidores participaram de palestras, receberam orientações e tiveram a oportunidade de sanar dúvidas.

Segundo a coordenadora Municipal de Vigilância e Controle da Tuberculose, Nilda Barros, “essa capacitação tem como público-alvo os servidores que atuam diretamente com os pacientes de tuberculose. Aqui eles tiveram a oportunidade de conhecer mais sobre como funciona o manejo clínico de um paciente com suspeita da doença, quais as novas condutas a serem adotadas, tudo isso a fim de assegurar toda a assistência necessária a esse cidadão”, explicou.

A enfermeira Eryka Soares diz que a capacitação agrega conhecimentoEryka Soares, enfermeira do Consultório na Rua, projeto que leva serviços da Atenção Primária à Saúde para os moradores em situação de rua, conta que a capacitação é fundamental e agrega conhecimento.

“Sem dúvidas nenhuma que essa capacitação é importante e necessária para todos nós profissionais de saúde, principalmente para quem atua na ponta. Eu, por exemplo, trabalho com pacientes que vivem na rua. A nossa equipe precisa fazer o acompanhamento dessas pessoas diariamente, então receber uma qualificação como essa, fortalece o nosso trabalho e beneficia os usuários”, analisou a enfermeira.

Através dos profissionais da estratégia de saúde da família os pacientes com suspeita ou diagnóstico positivo para a tuberculose, são atendidos. São esses servidores que fazem a triagem do cidadão, coletam o exame para detecção da doença e, por fim, o acompanham durante o tratamento.

NÚMEROS

Nilda Barros diz que o treinamento tratou sobre o manejo e novas condutas a serem adotadasDados do Departamento da Vigilância em Saúde (DVS), da Semusa, mostram que nos últimos três anos, o número de casos de tuberculose se elevou em Porto Velho. Em 2021, 444 pessoas foram acometidas. Em 2022, foram 464 registros dessa doença. No ano passado, o total chegou a 614 casos.

TAXA DE ABANDONO

Além disso, quando se analisa a taxa de abandono - que é quando o paciente inicia o tratamento, mas logo depois desiste - também há um crescimento nos anos anteriores. Em 2021, o percentual de abandono foi de 30%. Em 2022, chegou a 37,7%. Já no ano passado, a taxa de desistentes foi de 13,2%, no entanto, esse dado é parcial, pois, do total registrado em 2023, ainda há pacientes realizando o tratamento.

PREVENÇÃO

Secretária-adjunta da Semusa, Marilene Penatti, alerta sobre a elevação desses números e salienta a importância de combater a doença. “A tuberculose pode ser prevenida com a adoção das medidas simples, mas que fazem todo o sentido, a prática de hábitos saudáveis é uma delas. Além disso, a realização de exames em caso de suspeita da doença ou por convivência com um paciente acometido pela bactéria e o tratamento correto são fundamentais para que a gente consiga zerar estes números”, enfatiza a secretária.

Penatti alerta sobre a importância de combate à doençaAlém disso, a vacinação de crianças com a vacina BCG, logo nos primeiros meses de vida, também é uma arma fundamental no combate a essa doença. Esse imunizante protege os pequeninos das formas mais graves da tuberculose, como a tuberculose miliar e a tuberculose meníngea.

Em Porto Velho, a vacina BCG é ofertada na Maternidade Municipal Mãe Esperança e na maternidade do Hospital de Base, mas apenas para crianças que nascem nestes hospitais. Já para crianças que nasceram em maternidades particulares ou, por algum motivo, não tomaram a BCG, a vacinação está disponível sempre às segundas e quintas-feiras, das 8h às 12h, no Centro Integrado Materno Infantil (Cimi), localizado na R. Venezuela, 2360 - Embratel (ao lado da Maternidade).

TUBERCULOSE

A tuberculose é uma enfermidade infecciosa e transmissível. Segundo o Ministério da Saúde (MS), a principal causa é a bactéria Mycobacterium Tuberculosis, também conhecida como Bacilo de Koch. Os pulmões são os principais afetados pela doença, mas outros órgãos também podem ser acometidos.

Texto: João Muniz
Foto: João Muniz

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Compartilhe nas redes:
Twitter Whatsapp

Utilizamos cookies em acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
2024 © Prefeitura de Porto Velho - RO - SMTI