www.googletagmanager.com SEMUSA - Secretaria Municipal de Saúde Ir para conteúdo

QUALIDADE
Filas de especialidades zeradas e ampliação do atendimento marcam avanços na saúde de Porto Velho

16/Abr/2024 - 09:14

Pelo menos 22 especialidades tiveram filas zeradas e outras quatro reduzidas

Paciente passou a conversar com o servidor para marcar o dia e horário da sua consultaQuem precisa de atendimento com médicos especialistas em Porto Velho percebeu que a espera pelos serviços especializados passou a ser menor. Essa agilidade faz parte dos esforços da Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), para oferecer uma saúde cada vez melhor aos usuários.

Segundo o diretor do Departamento de Avaliação, Regulação e Controle (Drac), Helison Ribeiro, pelo menos 22 duas especialidades tiveram a fila zerada durante essa gestão, entre elas ortopedia, dermatologia, urologia, otorrinolaringologia, entre outras. Além disso, a espera para atendimento de quatro outras especialidades foram reduzidas.

As ações estratégicas desenvolvidas pela Prefeitura de Porto Velho foram responsáveis por atingir esse resultado, dentre elas a concentração dos agendamentos de consultas na Central de Regulação da Semusa. Antes, esse serviço era realizado pelas unidades de saúde.

Para o diretor do Drac, essa estratégia foi fundamental para zerar e reduzir filas de atendimentos médicos especialistas. “Com a concentração dos agendamentos de consultas aqui na Central de Regulação da Semusa, conseguimos ter ciência de onde estavam os defeitos e corrigimos. Através disso, a pasta estreitou a relação com o usuário e facilitou a comunicação com o paciente”, destacou o diretor.

Call Center da Regulação

Um dos contribuintes para esse resultado, foi a implantação em 2022 do Call Center da Regulação, por meio do WhatsApp. Com isso, o paciente passou a conversar com o servidor para marcar o dia e horário da sua consulta, onde os casos são analisados individualmente.

A dona Maria Claudenice acompanha a filha rotineiramente para atendimento médico neurológico no Centro de Especialidades Médicas (CEM). Ela conta que o contato pelo WhatsApp facilitou o agendamento e trouxe mais efetividade.

12 novas especialidades chegaram à regulação da Semusa através da Telemedicina“Isso foi muito bom porque antigamente a gente precisava ir ao posto de saúde para pegar a guia da consulta, mas com o atendimento pelo WhatsApp, isso não é mais preciso. O alinhamento é feito todo pelo celular e facilita muito. Acredito que isso até diminui o fluxo de gente nas unidades de saúde”, analisa a usuária.

Além disso, a estratégia conseguiu reduzir, em 30%, o número de absenteísmo, que são as faltas nas consultas agendadas.

Atualmente, dependendo da especialidade, um paciente que necessita passar por consulta com um médico especialista, aguarda, em média, cerca de 20 dias.

Ampliação de atendimentos e Telemedicina

Outro avanço responsável por zerar ou reduzir o número de pessoas aguardando em filas, foi a ampliação dos atendimentos e implantação da Telemedicina, ambas em 2022.

Traçando uma nova estratégia, a Semusa aumentou o número de pessoas atendidas diariamente pelo médico, o que trouxe mais agilidade no fluxo.

A chegada da Telemedicina, serviço de consulta via videoconferência com profissionais especializados do conceituado Hospital Albert Einstein, em São Paulo, foi, também, uma das ampliações do atendimento das especialidades médicas.

O serviço da Telemedicina já beneficiou mais de 4 mil pacientesAtravés dessa metodologia, 12 novas especialidades chegaram à regulação da Semusa, sendo elas: cardiologia, pneumologia, reumatologia, infectologia, neurologia adulto, endocrinologia adulto, gastroenterologia, neurologia pediátrica, endocrinologia pediátrica, gastroenterologia pediátrica, pediatria e psiquiatria.

O serviço é oferecido em oito pontos: Centro de Especialidades Médicas (CEM), USF Maurício Bustani, USF José Adelino, USF Areal da Floresta e nos distritos de Extrema, União Bandeirantes, Jaci-Paraná e Nazaré, no baixo Madeira.

Após dois anos de implantação, o serviço já beneficiou mais de 4 mil pacientes. Para ter acesso à telemedicina, o usuário que precisa passar por consulta com um dos especialistas disponíveis, deve procurar a unidade de saúde mais próxima de sua casa para realizar o agendamento.

Após isso, a consulta é marcada e o paciente é atendido por um médico especialista através da videoconferência. Para participar dessa consulta, o cidadão deve se dirigir até a unidade de saúde onde ele será atendido, local onde também é acompanhado por um médico clínico geral, responsável por sanar possíveis dúvidas, fazer encaminhamentos, prescrever receitas ou solicitar exames, entre outros.

A paciente Luzia Braga das Neves, de 47 anos, foi uma das que utilizou o serviço. Na oportunidade, ela comemorou e se emocionou ao final do atendimento.“Estou muito feliz por conseguir e, ao mesmo tempo, aliviada. A médica que me atendeu foi maravilhosa, consegui expressar tudo o que precisava. Já estou com meu retorno agendado para daqui a 45 dias, graças a Deus”, agradeceu Luzia.

Texto: Semusa
Foto: Leandro Morais/ SMC

Superintendência Municipal de Comunicação (SMC)

Compartilhe nas redes:
Twitter Whatsapp

Utilizamos cookies em acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
2024 © Prefeitura de Porto Velho - RO - SMTI